Mediadores ajudam a resolver conflitos em diversas áreas dos relacionamentos

Falta da comunicação produtiva leva à necessidade dessa prática social

 

Um dos grandes desafios da humanidade é manter o bom relacionamento, mas, no dia a dia, sabemos que essa prática não é tão simples quanto parece. Podemos relacionar diversos motivos, mas um muito simples é a divergência de ideias. E quando damos conta, seja no trabalho, família ou na vida amorosa, o diálogo é interrompido, podendo chegar até ao rompimento dessas relações, sendo necessária a atuação de um mediador de conflitos.

 

 

A mediação de conflitos é uma prática antiga no Oriente, que vem se estabelecendo no Ocidente, e que foi oficializada no Brasil por resoluções e depois pelo Novo Código de Processo Civil, podendo ser realizada tanto no Judiciário como na forma extrajudicial, explica a especialista em Mediação de Conflitos e Corporativa, a coach Suely Buriasco. “A mediação surgiu da necessidade do entendimento para a realização de acordos. É uma evolução à atitude adversarial pela busca de uma sociedade mais justa.”

 

 

Quando todas as possibilidades de uma conversa harmoniosa terminam e é necessário resolver algo, principalmente de interesse comum, chega a hora de uma terceira pessoa entrar em ação e buscar a maneira de facilitar o diálogo entre os envolvidos. “O mediador é um facilitador imparcial que nada decide ou julga. A ideia é sempre fortalecer o diálogo para que as pessoas consigam entrar num consenso”, explica a educadora.

 

 

Um dos pontos fundamentais dessa maneira de agir está ligado à ferramenta do entendimento, para que possamos refletir que é possível conviver com as diferenças de maneira harmônica, crescendo e amadurecendo as próprias concepções, havendo assim uma comunicação mais produtiva.

 

 

Os pais são bons exemplos na mediação de conflitos que surgem entre os filhos. De maneira isenta ao cerne de muitas discussões, eles sempre tentam neutralizar o sentimento de briga que surge e acalmar os ânimos para que as divergências de opiniões sejam amenizadas e todos possam ter uma conversa respeitosa e de resolução.

 

 

Estar fora do problema ou de temas de interesse de negócios ou da vida amorosa de alguém proporciona neutralidade para tentar ajudar os envolvidos a alcançarem o caminho do sucesso e as relações serem melhores.

 

 

 

Fonte

 

Suely Buriasco – Coach e especialista em Mediação de Conflitos e Corporativa

 

 

Contato

www.suelyburiasco.com.br

https://www.facebook.com/SuelyBuriasco/

https://www.instagram.com/suelyburiasco/

Gostou do artigo? Compartilhe:
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Email
Twitter
Pocket
Imprimir

GARANTA UM FUTURO SEGURO E TRANQUILO PARA QUEM VOCÊ AMA